Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 22-07-2019
    Eleição CFM 2019
    Médicos receberão os kits eleitorais para votação por correspondência a partir de 23 de julho
  • 22-07-2019
    Evento
    Fórum discutirá complicações dos procedimentos médicos injetáveis na Dermatologia e Cirurgia Plástica
  • 18-07-2019
    Evento
    Hanseníase: uma doença primariamente neural é tema de simpósio da SBH, com apoio do Cremesp
  • 17-07-2019
    Anuidade
    Plenária do CFM contraria decisão dos Regionais e não amplia critérios de descontos para PJ
  • Notícias


    08-02-2019

    Atualização

    Plenária temática do Cremesp traz discussão avançada sobre implementação da Telemedicina


    A sociedade está vivendo em plena revolução digital e já não soa estranho aos médicos aparelhos de ultrassonografia portáteis; dermatoscópios, oftalmoscópios e estetoscópios para smartphones ou tablets; e monitoramento cardíaco por relógios inteligentes. A necessidade de definir o que é e quais os propósitos e limites da Telemedicina vem ao encontro de atender a uma demanda da sociedade, que  é fruto da evolução tecnológica. Para conceituar a Telemedicina os conselheiros do Cremesp receberam Chao Lung Wen, professor associado e chefe da disciplina de Telemedicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), e o médico Hong Jin Pai, referência nacional no tratamento e pesquisa na área de acupuntura, em plenária temática realizada no dia 7 de fevereiro.

    “Temos que tentar entender os rumos da Telemedicina, aprender, avaliar e depois formalizar uma opinião a respeito. Caso contrário, repetiremos o que observei no início da Medicina alternativa no Brasil, vista com maus olhos pelos colegas médicos”, disse Hong Jin Pai, convidado dos conselheiros para o evento. 

    “O segredo do sucesso não é prever o futuro. É preparar-se para um futuro que não pode ser previsto”, afirmou Wen, em uma pensata sobre a necessidade de modernização da área médica. Ele discorreu sobre o que acontecerá no cenário da Medicina nos próximos anos. 

    Medicina Conectada
    Para Wen, a Telemedicina seria melhor conceituada como Medicina Conectada, ou seja, um instrumento online para a troca de informações, agilidade das decisões e condutas e aceleração da resolução de problemas dos pacientes, cuidando deles mesmo que dentro de suas casas. “A Tecnologia não reduz custos, mas aumenta a eficiência e elimina o desperdício”, destacou. Ele explicou que, diferente de tecnologia, que se trata apenas de utilização do meio eletrônico, a Telemedicina envolve os conceitos de segurança, logística e provimento de dados. E seu limite dependerá da especialidade médica, já que cada uma tem suas especificidades. “Serão os especialistas que poderão definir até onde ir e a qualidade de cada serviço da Telemedicina. Temos que criar padrões porque, sem eles, haverá confusões”, explicou.  

    “A verdadeira Telemedicina tem que ser responsável, eficiente e sustentável, com fundamentos ético-jurídicos, normas e segurança digital, acreditação de serviços e monitoramento periódico, com uma regulamentação que possa deter os exageros e a mercantilização”, disse. 

    Ética e bioética digitais
    Wen enfatizou que Telemedicina envolve a ética e bioética digitais, demonstrando sua preocupação com a formação dos médicos em relação à quebra do sigilo, banalização de dados sensíveis e vazamento de informações e imagens de atos médicos que encontramos na internet e redes sociais. Ele também mencionou que a comunicação na Medicina Conectada deve ser clara e simples, ressaltando a importância fundamental do termo de consentimento esclarecimento, em respeito à Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais. E ainda atender a uma logística e planejamento de eficiência de serviços, cuidados integrados de saúde, formação de recursos humanos e renovações tecnológicas. Além de estabelecer fluxos de serviços e rotinas, com a padronização e sistematização de processos, telepropedêutica, registro digital seguro, auditoria e reuniões clínicas. 
                                                                                                                                                                                                                                                                                 


    Este conteúdo teve 1451 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede: Rua Frei Caneca, 1282
    Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

    Delegacia da Vila Mariana:
    Rua Domingos de Moraes, 2187 - cj. 223 - Edifício Xangai
    Vila Mariana – São Paulo/SP - CEP 04035-000

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


    ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2019 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 275 usuários on-line - 1451
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior