Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 16-09-2019
    Ensino médico
    Ética médica e saúde mental do médico e do estudante de Medicina são temas de palestras do Cremesp
  • 13-09-2019
    Inscrições abertas
    Evento do Cremesp dirigido a médicos terá palestra sobre como reconhecer o comportamento suicida
  • 13-09-2019
    Operação Vagatomia
    Cremesp fornece provas inéditas de investigação sobre Universidade Brasil para PF e cobra providências da Justiça
  • 06-09-2019
    Revista JMRR
    Cremesp mantém aberta submissão de artigos para sua primeira publicação científica
  • Notícias


    14-06-2019

    Obstetrícia

    Cremesp se opõe à vilanização da prática cirúrgica obstétrica consagrada pela ciência


    O Conselho de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) defende que a discussão sobre a assistência perinatal, no SUS e na rede privada, deve ser abordada por evidências científicas e por práticas comprovadas que garantam: a segurança da gestante e do bebê, o livre acesso da mãe a todas as informações possíveis para sua tomada de decisão, e não sejam guiadas por índices baseados em falsa ciência e nem objeto de questões políticas. Desta forma, o Conselho se opõe a práticas e discursos que visam à vilanização da prática consagrada da cirúrgica obstétrica, promovida por grupos de caráter sectário e ideológico.

    Recentemente, o Tribunal Regional Federal 3ª Região determinou que o Conselho Federal de Medicina cuide “da observância e da fiscalização do procedimento de informação compulsória pela classe médica”, impondo que, durante o pré-natal na rede privada, seja entregue às beneficiárias de plano de saúde nota de orientação à gestante. O documento faz parte da Resolução Normativa da  Agência  Nacional  de  Saúde  Suplementar  (ANS)  nº 398/2016, que informa haver enfermeiros credenciados para assistência ao parto e pré-natal, entre outras informações, em três diferentes consultas pré-natais. Nas orientações, a ANS refere-se aos “altos índices de cirurgias desnecessárias”. 

    Em posicionamento oficial, aprovado pela reunião de diretoria, em 11 de junho de 2019, e em plenária, em 13 de junho de 2019, o Cremesp entende que a avaliação de qualidade da assistência perinatal é multifatorial e não deve se basear nos “índices ideais de cesáreas” (abandonados inclusive pela OMS por falta de evidência científica), desconsiderando as indicações médicas  e  a  vontade  materna. Por isso,  defende   projetos de lei,  como  o  de  nº 435/2019, da deputada estadual Janaina Paschoal, que garante à gestante a possibilidade de optar pelo parto cesariano, a partir da trigésima nona semana de gestação, bem como a analgesia, mesmo quando escolhido o parto normal.

    Na nota, o Cremesp “repudia discursos de ódio contra a categoria médica, que tentam taxar esses profissionais de mercantilistas quando, na verdade, o que se percebe é que o interesse econômico está do lado de quem acusa: em querer, com falsa ciência e com discursos ideológicos, demonizar rotinas médicas seguras e consagradas na assistência médica obstétrica em troca de práticas empíricas, desprovidas de ciência e que os estudos têm demonstrado resultados, no mínimo, preocupantes”. 

    A manifestação leva em conta ainda que “o Cremesp tem instruído e julgado vários processos ético-profissionais em que os eventos adversos foram decorrentes da demora em se realizar cesariana e pelas complicações da insistência em ultimar partos vaginais”. E que, muitas vezes, as complicações tiveram início justamente na forma de condução da assistência ao trabalho de parto sem contar com a participação efetiva de profissionais médicos. E que estes são chamados a intervir somente após as complicações, assumindo o ônus do processo. 


    Acesse a íntegra do posicionamento do Cremesp


     


    Este conteúdo teve 2668 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede: Rua Frei Caneca, 1282
    Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


    ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2019 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 167 usuários on-line - 2668
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior