Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 03-02-2023
    Momento Cremesp
    Cremesp promove conversa sobre prerrogativas médicas com os médicos de Franca e região
  • 01-02-2023
    Momento Cremesp
    Cremesp ouvirá médicos de Franca e região sobre prerrogativas médicas, honorários e pagamento de Anuidade
  • 01-02-2023
    Estudo
    Cremesp realizará pesquisa institucional com médicos selecionados por critérios estatísticos
  • 26-01-2023
    Evento
    Cremesp presta homenagem a médicos por 50 anos de exercício profissional, em Araçatuba
  • Notícias


    23-12-2022

    Fórum

    Cremesp debate aspectos importantes relativos à Insulinemia Plasmática

    “A importância clínica da padronização dos Limites de Referência da Insulinemia Plasmática” foi tema do fórum realizado pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), no dia 22, no auditório de sua sede. 

    O evento híbrido – presencial e com transmissão online – contou com a presença dos diretores do Cremesp, Angelo Vattimo (1º secretário), que mediou o debate, Pedro Sinkevicius (tesoureiro) e da conselheira Flávia Bellentani Casseb.

    Para debater o tema, foram convidados os médicos integrantes do Serviço de Clínica Médica e de Doenças Renais e Nefrologia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz: o coordenador Pedro Renato Chocair, que proferiu palestra, Victor Augusto Sato, Precil Diego Miranda, Leonardo Vitor Barbosa Pereira e Sara Mohrbacher.

    Chocair iniciou sua palestra apresentando estudos brasileiros sobre a hiperinsulinemia – enquanto exame de laboratório que pode ser usado na prática médica diária –, demonstrando  que a alteração representa o cerne da síndrome metabólica, altamente prevalente em todo o mundo e no país . 

    Ele destacou que “por muito tempo a hiperinsulinemia foi considerada secundaria à resistência insulínica, decorrente de um processo inflamatório gerado pela adiposidade. Entretanto, mais recentemente passou a ser  também responsabilizada diretamente pelo quadro inflamatório e pela própria obesidade, envolvendo todos os órgãos do corpo humano”.

    Doenças
    Segundo o especialista, a hiperinsulinemia está relacionada com problemas sérios de saúde, como o risco cardiovasvular, e as complicações decorrentes dessa condição não ocorrem da noite para o dia, mas a antecedem, e podem ser prevenidas. “A prevenção deve ser feita antes que complicações como doenças cardiovasculares, aterosclerose cerebral ou coronariana possam  surgir”. Ele acrescentou que a exposição prolongada a níveis altos de insulina podem levar também a outras doenças, como vários tipos de câncer, doenças reumáticas, doença renal crônica, alteração da cognição (diabetes tipo 3), alterações cutâneas e periodontite, entre outras.

    O palestrante também fez referência aos níveis de insulina que devem ser almejados. Segundo ele, devido ao fato de a insulina ter sido negligenciada por muito tempo como fator de risco, não há consenso científico sobre os níveis ideais.”Os especialistas médicos assumem uma ampla variedade de posições sobre o assunto, e um intervalo de referência padrão não foi estabelecido. De um modo geral, sabemos que mais baixo é melhor. Mas onde exatamente começa a “zona de perigo” e onde a insulina se torna prejudicial são pontos de discórdia”, explicou. 

    Ele alertou ainda para o risco de equívocos na interpretação dos índices que caracterizam a hiperinsulinemia, em função da forma como os laboratórios expressam esses valores, muitas vezes baseados no índice de massa corpórea (IMC).  

    Após a palestra, foi aberto um debate com os participantes, mediado por Vattimo, que ressaltou a importância de dar continuidade às discussões, dada a relevância e complexidade do tema, com a participação da Câmara Técnica do Cremesp e de médicos representantes de laboratórios de análises clínicas.


    O vídeo com a íntegra do evento está disponível no canal do Cremesp no Youtube pelo link: https://www.youtube.com/watch?v=hjQumApok7M

     

    Confira aqui as fotos do evento

    Fotos: Osmar Bustos
     


    Este conteúdo teve 1296 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede: Rua Frei Caneca, 1282
    Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2023 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 233 usuários on-line - 1296
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior

    O CREMESP utiliza cookies, armazenados apenas em caráter temporário, a fim de obter estatísticas para aprimorar a experiência do usuário. A navegação no site implica concordância com esse procedimento, em linha com a Política de Cookies do CREMESP. Saiba mais em nossa Política de Privacidade e Proteção de Dados.