Pareceres


Nova Pesquisa | Voltar
Enviar por e-mail | Imprimir apenas a ficha | Imprimir o parecer com a ficha

PARECER Órgão: Conselho Regional de Medicina do Estado de S��o Paulo
Número: 202957 Data Emissão: 13-05-2021
Ementa: A escetamina intranasal, nesta apresentação ("Spravato"), não é considerada um medicamento com finalidade anestésica. A sua indicação para tratamento de transtorno depressivo resistente deve ocorrer em ambiente hospitalar sob supervisão médica, por conta de possíveis efeitos colaterais.

Imprimir apenas a ficha


Imprimir o parecer com a ficha

Consulta nº 202.957/20

Assunto: Sobre a aplicação via intranasal de cetamina, escetamina e dextrocetamina, ser considerada como sedação, logo um ato anestésico.

Relatores: Conselheira Maria Alice Saccani Scardoelli, Dr. Diego Freitas Tavares, membro da Câmara Técnica de Psiquiatria; Conselheiro Daniel Kishi e Dr. Júlio César Zorzin, membro da Câmara Técnica de Anestesiologia.

Ementa: A escetamina intranasal, nesta apresentação ("Spravato"), não é considerada um medicamento com finalidade anestésica. A sua indicação para tratamento de transtorno depressivo resistente deve ocorrer em ambiente hospitalar sob supervisão médica, por conta de possíveis efeitos colaterais.

O consulente, Dr. T.G., relata que a ANVISA aprovou a aplicação via intranasal de cetamina, escetamina e dextrocetamina, sob o nome comercial de Spravato. Expõe que a bula não é tão clara sobre a orientação e condução do caso após a realização do procedimento. Neste sentido, questiona:

1 - Devemos considerar a aplicação intranasal de escetamina como sedação e, por sua vez, um ato anestésico?

2 - A aplicação de Spravato deve ser orientada pela Resolução CFM nº 2.174/2017, que dispõe sobre a prática do ato anestésico?

PARECER

Instadas a se manifestarem a respeito, a presente Consulta foi encaminhada à Câmara Técnica de Psiquiatria e Câmara Técnica de Anestesiologia.

A Câmara Técnica de Psiquiatria respondeu que:

1 - Devemos considerar a aplicação intranasal de escetamina como sedação e por sua vez um ato anestésico?

Resposta: A escetamina intranasal, nesta apresentação ("Spravato"), não é considerada um medicamento com finalidade anestésica. A sua indicação para tratamento de transtorno depressivo resistente deve ocorrer em ambiente hospitalar sob supervisão médica, por conta de possíveis efeitos colaterais.

2 - A aplicação de Spravato deve ser orientada pela resolução CFM nº 2.174/2017, que dispõe sobre a prática do ato anestésico?

Resposta: Vide resposta anterior.


A Câmara Técnica de Anestesiologia respondeu que:

1 - Devemos considerar a aplicação intranasal de escetamina como sedação e por sua vez um ato anestésico?

Resposta: Considerando as indicações de bula, em que pese a possibilidade do efeito adverso de sedação, esta não pode ser considerada um ato anestésico.

2 - A aplicação de Spravato deve ser orientada pela resolução CFM nº 2.174/2017, que dispõe sobre a prática do ato anestésico?

Resposta: Não.

Assim sendo, a escetamina intranasal, nesta apresentação ("Spravato"), não é considerada um medicamento com finalidade anestésica. A sua indicação para tratamento de transtorno depressivo resistente deve ocorrer em ambiente hospitalar sob supervisão médica, por conta de possíveis efeitos colaterais.


Este é o nosso parecer,


Conselheira Maria Alice Saccani Scardoelli


APROVADO NA REUNIÃO DA CÂMARA TÉCNICA DE PSIQUIATRIA, REALIZADA EM 12.01.2021
APROVADO NA REUNIÃO DA CÂMARA TÉCNICA DE ANESTESIOLOGIA, REALIZADA EM 03.02.2021
APROVADO NA REUNIÃO DA CÂMARA DE CONSULTAS, REALIZADA EM 06.05.2021
HOMOLOGADO NA 5.021ª  REUNIÃO PLENÁRIA, REALIZADA EM 13.05.2021

Imprimir o parecer com a ficha

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2021 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 381 usuários on-line - 2
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior